A experiência na orientação do deficiente auditivo

Mentoring é um termo inglês, normalmente traduzido como “tutoria”, “mentoria” ou “apadrinhamento”. O mentoring é uma ferramenta de desenvolvimento profissional e consiste em uma pessoa experiente ajudar outra menos experiente. O mentor é um guia, um mestre, conselheiro, alguém que tem vasta experiência profissional no campo de trabalho da pessoa que está sendo ajudada. Inclui conversas e debates acercas de assuntos com que está sendo tratado.

por Cris Bicudo

O que é ser uma deficiente auditiva com perda severa profunda? E que hoje, leva uma vida normal, que ouve e fala bem com uso de aparelhos auditivos. Minha mãe contou que na época em que eu tinha 1 ano e meio, estava começando terapia com a fonoaudióloga. Ela me aguardava na sala de espera, quando de repente, viu uma menininha um pouco maior que eu era na época, conversando com a mãe. Apesar das poucas palavras pronunciadas pela criança, esse fato a animou muito, e assim, ela teve mais motivação e esperança em relação a minha reabilitação auditiva.

Veja como é possível seu filho(a) levar uma vida normal, com um futuro promissor e independente. Além de profissionais da saúde auditiva (médicos e fonoaudiólogos), explorar recursos de atividades com uso de criatividade, brincadeiras divertidas, imaginação, colocando em pratica todas as soluções disponíveis.

A importância de envolvimento de toda a família, além dos pais e irmãos da criança com perda auditiva.

Adolescente que necessita de apoio, compreensão e dicas em situações cotidianas na escola, casa, com amigos e socialmente.

Encarar uma realidade mais prática, com positividade e otimismo na reabilitação auditiva, favorecendo melhorias na qualidade de vida, auxiliando e reforçando os objetivos da terapia com fonoaudiólogas.

Mostrando por meios de exemplos, maior motivação, interesse, credibilidade e incentivo no uso de aparelhos auditivos e na oralização precoce. Falar com cada pessoa individualmente, reforça o apelo emocional.

Importante acreditar que tudo é possível!

R

Troca de experiências pessoais

R

Esclarecer dúvidas, curiosidades e perguntas relacionada a experiência pessoal.

R

Brincadeiras entre criança com deficiência e família.

R

Relacionamento e confiança entre profissionais e pais.

R

Incentivo à leitura

R

Mercado de trabalho.

R

Encontro presencial (local a combinar)

Período de manhã/tarde.

Experiências pessoais (infância, família, escolaridade e vida em sociedade).